sexta-feira, 19 de junho de 2009

Uma VERGONHA!!!!! Um ESCÂNDALO !!!!!!!!!


Ontem, na reunião da Câmara da Ribeira Brava, fiquei perplexo com o sentido das prioridades do senhor presidente e do senhor padre da freguesia do Campanário. Indignei-me!

Então, foi à reunião uma proposta, apresentada pelo senhor padre da paróquia do Campanário, a solicitar um apoio financeiro para o sistema de som da igreja local.

O valor dessa bendita aparelhagem fixava-se nos 27 mil euros. Na proposta, o senhor padre teve a amabilidade de nos informar que a Junta de Freguesia local já tinha garantido o apoio de 5 mil euros.

Apesar da minha argumentação, apesar da minha revolta, apesar de me ter referido à crise que os ribeirabravenses atravessam, ao desemprego, às necessidades dos idosos e das famílias mais carenciadas, ao erro estratégico e sentido errado das prioridades definidas pela Câmara e pelo senhor padre, os vereadores do PSD-M aprovaram, apenas com o meu voto contra, o apoio de 20 mil euros para o senhor padre comprar um sistema de som para a igreja.

Argumentou um vereador que o papel espiritual também era importante e era grave o facto de as pessoas já terem muita dificuldade em ouvir a missa.

Uma vergonha! Como é que uma Junta de Freguesia desperdiça 5 mil euros para o som da igreja? Como é que a CMRB desbarata 20 mil euros neste capricho?

Mas, infelizmente, o povo gosta! O povo assim quer!

6 comentários:

BaBy_BoY_sWiM disse...

É fundamental... As estradas são para levar-nos o corpo... A voz do padre e para levar-nos a alma!

Ahahaha

Rui: O padre Sá na Boa Nova há muito tempo que pede um salão e ainda não fizeram, pode propor isso na CMF...

Anónimo disse...

E já agora com esse novo sistema de som violem a lei do ruído impunemente! É em todo o lado, uma mão lava a outra. Não se percebe onde está a laicidade do sistema político português!

amsf

Ailime disse...

É normal que a Igreja por vezes peça a colaboração dos cristãos, para a ajuda de algum propósito, mais no sentido de que as pessoas aprendam a ser mais solidárias e a partilharem um pouco daquilo que não lhes faz falta.
Que essa aparelhagem é muito cara, isso é verdade e ser a Junta de Freguesia a supportar essa despesa...que eu saiba não é lá muito vulgar!
Que esse dinheiro era muito mais bem empregue na ajuda às crianças mais desfavorecias, por exemplo, até se entendia!
Eu sou católica mas entendo que as outras prioridades são mais importantes.
Também sei que, se as pessoas passarem fome, não há aparelhagem que os faça ouvir seja o que for.
Enfim é o país que temos e que Deus a todos ajude.
Um abraço.

Anónimo disse...

Bem podem dar esse dinheiro ao padre, eu sou do continente e passo ferias na Madeira, porque prefiro a Madeira ao Algarve. Mas fico triste porque ao passear pela ilha nao posso parar o carro porque todos os estacionamentos sao pagos então na Ribeira Brava a situação é gritante, para ficarem com 20 centimos de estaciomanento perdem.se muitos euros nos estabelecimentos de comercio e nas maravilhosas esplanadas para nao falar na praia maravilhosa que têm.
Fazem bem dar esse dinheiro ao Padre, mas penso que haveria outras prioridades até porque Deus nao é surdo e nao precisa de aparelhagens de som com grande potencia para nos ouvir.

Luis Miguel disse...

Alguém que me explique porque é que todo esse material técnico não vem das contas do Vaticano?

É o Estado (laico, leia-se), que tem de pagar vontades religioso-técnicas, com o dinheiro dos contribuintes?

E o peditório? Para que serve? E que raio de aparelhagem de som custa 25 mil euros???!!

Vão dar concertos?

Uma vergonha...

Luísa disse...

Eu quero é mesmo saber se os 25 mil euros vão só para a aparelhagem de som! VERGONHOSO!

E supostamente somos um estado laico...