terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Dr. Alberto João Jardim aumenta o preço da água aos madeirenses!

O Governo Regional, desde que tomou posse, não tem governado, mas quando tenta fazer alguma coisa, só se lembra em prejudicar os madeirenses, aumentando, sem apelo nem agravo, o seu custo de vida.
Desta vez, decidiu aumentar o preço do fornecimento de água potável às câmaras municipais. O aumento ronda os 12,7%, na sequência da aprovação do novo tarifário a praticar pela Investimentos e Gestão da Água (IGA), aprovado no Conselho de Governo de 7 de Fevereiro último.
As Câmaras nem foram alertadas para esta grande afronta aos munícipes, souberam quando receberam a factura do IGA para pagar.
Sem dúvida que agora, a factura da água paga pelos madeirenses será agravada substancialmente.

19 comentários:

amsf disse...

E porque a taxa de esgoto e da recolha do lixo corresponde a uma percentagem da factura água automaticamente aquelas também aumentarão!

Edurne disse...

Obrigado pela visita!
Saludos.

Zen disse...

Gracias por la visita, es muy interesante tu blog.

Ojala que no se haga efectivo el aumento del precio del agua.

Saludos desde Chile , un abrazo

Yuria disse...

Qué tal Rui?
Venía a agradecer tu visita. Crecen mis amigos portugueses, personas que considero sensatas y sinceras.
¿Problemas con el agua? Yo ya no me acuerdo de cuando el agua mineral no la cobraban. En España tenemos sequía y se hacen campañas para ahorrar.

Un saludo desde tu país vecino.

blindpeople disse...

Ja agora recomenda_va ao governo aumentar as O PREÇO DAS RETRETES, QUE A MUITA GENTE A ENRIQUERCER NA MADEIRA A VENDER CIFOES DE RETRETES. ahahhahahahahahahahah

Kety disse...

Gracias por visitarme.
De vez en cuando volveré por aquí.
saludos

Luis Eustáquio Soares disse...

sim, e água sobre água temos cachoeiras de impostos, no neoliberalismos de mares... é dose?
abraço e obrigado pelo comentário, ao tempo que te convido a outra leitura.
luis de la mancha.

jose maria disse...

gracias por tus visita a mi blog y tu comentario,que algo entendi, a pesar que no domino el idioma,el portugues con el italiano,me puedo defender,en cuanto al agua todo lo refeerente a el es una gran locura y nos estan preparando pàra algo mas terrible me parece,hasta pronto amigo!!

Paulo Vilmar disse...

Olá!
POlíticos são tão criativos, sempre aumentam os preços e dane-se o povo...
Abraços!

MiE disse...

Rui

Obrigada pela visita.

É sempre bom ouvir palavras de incentivo.

Um beijo

Fica bem

julio-entuinterior disse...

Rui:
He recogido tu comentario, pero por favor deberías hacerlo,tal como indico en este blog, en la dirección: www.entuinterior.info

Encantado, un saludo

Ignacio Bermejo disse...

Muchisimas gracias por tu visita. Me ha encantado tu comentario. Tu blog... creo que se parece algo al mio. Yo tambien critico aspectos sociales y políticos, pues publico una columna en un periódico. ¿Sabes que haré? te agregaré a mi página. Te ruego que hagas tú lo mismo, y así tus lectores podran leerme y los mios podrán leerte.
Un abrazo

Alexandro Pestana disse...

Vem a São Vicente roubar a nossa água para levar pro resto da Madeira e ainda vem meter o prego nas contas das gentes pobres desta zona norte da ilha... É preciso ter muita lata!

Berta Helena disse...

Rui,

Desafio das 12 palavras nas Pequenas Coisas.

Um abraço.

il _messaggero disse...

Antes de mais temos de referir que a região não tem uma igual distribuição de recursos hídricos, tendo um Norte mais rico neste aspecto face a uma encosta Sul algo deficiente - aliás a construção das levadas em meados do séc.XIX e inícios de XX teve como objectivo essencial combater esta desigualdade e trazer águas às terras férteis da parte sul [mais planas].

Por outro lado, a ONU prevê que este líquido precioso será a maior causa de guerras nos próximos anos [pessoalmente julgo que a carência de petróleo e a sua desigual distribuição pelo mundo serão os principais causadores numa 1ªfase...mas isso é tema para outros post], sendo que o precisoso líquido não é um recurso infinito e a intensa acção humana tem acentuado a sua escassez [que na madeira é visível com a excessiva impermeabilização de solos - construção de inúmeros túneis que interferem com estes cursos de água só para dar exemplo].

Num outro sentido, notamos que existe um grande desleixo da população e indústrias [as grandes consumidoras de água], apoiando-se no falso mito da abundância.

Tenho a noção que a água é mais barata na Madeira que em muitas regiões do Continente [concerteza o é do que Lisboa e concelhos limítrofes que praticam taxas altíssimas visando reduzir o desperdício].

Sob essa perspectiva - o da conscientalização da população para a importância do bem e o não desperdício deste, julgo que o aumento não será assim tão nocivo. Agora moralmente e tendo mantido os preços baixos durante vários anos, pode ser questionável este aumento brusco. Agora não duvidemos que o mesmo às tantas seria necessário.

É natural que os partidos da oposição queiram instrumentalizar esta medida mas é necessário ver os vários prismas em jogo. Poderiam isso sim questionar a política do GR nesta matéria, tendo em conta a "bagunça" feita com os lençóis freáticos da região, com obras que não tiveram os devidos estudos de impacto ambiental [entre outras coisas]...

jo ra tone disse...

Estes aumentos, de certeza que irão continuar.
Quanto mais poluirmos, mais nos vais sair da carteira.
Isto é um facto, tão certo como eu estar aqui !

aflores disse...

Seria de admirar se os preços não aumentassem. Mesmo assim, vocês têm a água mais barata, comparando com os preços que por estas bandas se fazem.

Lalo Oliveira disse...

Como diria o filósofo: "nada está tão ruim que não possa piorar". No Brasil tudo cresce, exceto os benefícios.

Obrigado pela visita, camara. Fico feliz que tenhas gostado.

♥Serena♥ disse...

Terá sido por os utentes andarem a regar o "Jardim?"

***