quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

A minha poesia em dia de namorados

Eros e Psyche


Flor do teu olhar


Aconteceu tudo
junto à flor dos teus olhos
mesmo à beira dos teus lábios

no íntimo mais primeiro da alma
colhi a raiz do teu riso
e plantei-a no absoluto do nosso Futuro.

-
Rui Caetano

23 comentários:

Alexandro Pestana disse...

Sim senhores ! bonita poesia!

Já pensou algum dia recompilar isso tudo e lançar um livro?

Claudia Perotti disse...

Belíssimo poema ilustrado por Rodin.
Beijinhossss

*andorinharos@ disse...

Já esta primeira a me saudar a visita, encantou e fez-me prosseguir por este recanto de formosuras. Obrigado pela visita e pelo prazer compensado. Virei sempre!!!
abraços fraternos e ternos pra ti.

Carla disse...

plantar no futuro...lindo!

Adri - Dri - Drika disse...

Muito belo o poema... obrigada pela visita, seja sempre bem vindo ;)

Maria disse...

Vim aqui deixar-lhe um agradecimento: a sua visita foi inesperada e muito impostante. Obrigada.
Outro dia passarei para o ler.
Sabia que conheço a sua Ilha também por baixo de água? É magnífica!

Maria

Isabela disse...

Interessante seu poema!
A proximidade e a força da promessa se fazem sentir, mesmo!

Paula Calixto disse...

"no íntimo mais primeiro da alma
colhi a raiz do teu riso
e plantei-a no absoluto do nosso Futuro."

Esse é um toque profundo que vale a pena sentir! (;

Beijos.

La maldita. disse...

Pues no le entendí todo pero la música que hace al leerse en voz alta se escuchó bien.

Su disse...

gostei de ler.

bela escolha.

Sha disse...

É na luz de um olhar sem névoa que o amor acontece...

Desejo muita magia nesta noite de S.Valentim!

Bjoca
Sha

Maria disse...

Belíssimas palavras.........

Beijo

Jacinta disse...

À palavra "olhar" atribuo tantas inquietações...
É o olhar que
percebe
fala
sente
tudo aquilo que nossa voz quer calar.
E é o olhar que "colhe a raíz do teu riso..."
Um abraço
Jacinta

BaBy_BoY_sWiM disse...

Eu espero pela compilacao do JCG, oh Sr. Rui sabe quando é que é lancado o livro?!

Mas se também fizer um livro se for na Madeira e apresentacao for entrada livre, lá estarei! ehehe

A vida.... disse...

ola rui!!

k belo texto ...muito bonito.

olha kuando puderes passa no meu blog tenho la um carinho para ti.

tem um bom fim de semana e um beijinho

teresamaremar disse...

Bom-dia Rui,

venho agradecer a visita e as palavras deixadas.
Muito bonitas as por si escritas para o São Valentim de ontem. Nada melhor que Eros e Psyche a ilustrá-las.

Mas sabe que estou muito intrigada?!... Vladimir Kush é uma paixão desde há tempos e surpreendeu-me a imagem do post abaixo, atribuída a Dali, pois reconheci-a como sendo Kush.
Estou há um pedaço a comparar ambas, a que dele, Kush, tenho no meu pc e esta do Rui. Apesar de esta ser mais ao baixo, como que alongada, elas são em tudo semelhantes.

Poderia, claro, o Kush ter pegado na do Dali e dela ter partido, [Magritte tem também uns quadros com esta mesma temática da árvore], contudo parecem-me exactamente a mesma. Peço-lhe que veja aqui...

http://www.artcentergallery.com/gallery/vladimir-kush/kush_symbols_of_man_1.htm


diga-me, depois, algo, por favor.

Um bom fim de semana :)

Olhos de mel disse...

Ruy, quanto carinho e doçura em teu poema! Lindo!
Bom fim de semana!
Beijos

NAELA disse...

Lindas palavras...e bela imagem que nos transporta para a magia do amor;)
Beijo

efeneto disse...

A amizade é uma ave irrequieta
que tenho na garganta
É voo de cegonhas
ou de milhafres
Asas secretas e breves umas
nítidas e sem tempo outras
Assim sobrevoo os flancos da madrugada
me dispo dentro das palavras
plano num campo de estevas
e abraço o cheiro da maresia
Como ontem
deixo que uma cascata de desejo
de um fim de semana cheio de…amizade

teresamaremar disse...

Olá de novo :)

aquele site parece ser lugar "oficial", e encontrei a mesma imagem atribuída ao Kush em outros lugares. Título... Atlas of Wander

Se quiser veja, no meu outro blog, www.artesduas.blogspot.com,
de Magritte, La Voix du Sang, 1947, está no post de

2 de Junho, De Coisas Surreais



e, por curiosidade, se quiser espreitar ainda,


Vladimir Kush, Wardrobe em,

http://www.orangecountyfineart.com/kush_wardrobe.htm


e


Magritte, Philosophy in the Boudoir em,

http://www.surrealist.com/ArtistArtDetail.aspx?jumpingtheshark=17


e estoutro (que surge com o mesmo título) em,

http://www.stfrancis.edu/en/student/surrealism/magritte.influences.html


:)))

Mateso disse...

Agradeço as visitas no meu azul.
...............................

Etéreo e puro
Palavras em cinzel de sentir.
Bj.

lourdes disse...

Agradezco la visita al cajón desastre.
El año pasado compré en Lisboa, el día del libro (23 de Abril), un libro infantil que se titula O Amor o que é? de José Jorge Letria e ilustraciones de Catarina FranÇa.
Un ejemplo de su contenido:

"O amor é
sentir que sem ele
se pode morrer."

Saludos.

Brancamar disse...

Mas que beleza de poesia!
Sim senhor, estou a descobrir que é também um excelente poeta. Se bem que me lembro de já ter visto outros poemas em postagens mais antigas.
Um abraço