sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Parque Empresarial das Ginjas, em São Vicente.

O Parque Empresarial das Ginjas, em São Vicente, inaugurado há 4 anos, tem apenas uma pequena empresa instalada numa das suas plataformas.
Passado pouco tempo, os taludes começaram a apresentar fissuras de grande porte.

Como seria de esperar, passados os tais 4 anos, o Parque, que tem apenas uma empresa, entra novamente em obras para reparar as tais fissuras, como já noticiou o Diário de Notícias. Estas obras estão calculadas em 250 mil euros sem IVA.
Se somarmos a totalidade do custo deste Parque, chegámos à módica quantia de 2,4 milhões de euros.
Isto são factos, não são invenções nem manobras políticas. Está à vista de todos os que quiserem ver, mas só para quem quiser ver!
Estamos ou não estamos perante esbanjamentos e desperdícos vergonhosos? É para este tipo de políticas que o PSD-M e o seu GR querem mais dinheiro?

16 comentários:

mixtu disse...

ver se o tecido empresarial começa a renascer...

abrazo serrano

João M. R. Alves disse...

Em Santana esse problema existiu, mas já estão a dar uso ao parque, já tem espaços verdes, Salas de xuto ao ar livre, vacaria, e até Sexo ao relento pode ser apreciado...

Quanto a investimentos, vai lá vai....

Andesman disse...

Mas foi mais uma obra que se inaugurou numa altura conveniente.

efeneto disse...

É bom saber
que a charrua dos versos
me lavra o sangue
donde brotam palavras
palavras de ter
e de guardar o tempo
sons de uma guitarra
que o vento traz

É bom saber
que nenhuma chuva
dissolve a secura dos dias
sede que sacio
nas fontes da sua amizade

É bom saber
que a espuma do poema
me faz vir aqui lhe desejar
um fim de semana cheio de palavras e amizade.

Abraço e continuação de boas postagens

Tiago R. Cardoso disse...

Fissuras não, pequenas rachas ornamentais, presumo que por ai só assim é que se possam ser catalogadas.

calminha disse...

são o dinheiro mal gasto de todos os contribuientes,n+os sabemos , temos de fazer por denunciar mais, aqui no continente como na ilha da madeira.bj

isabel mendes ferreira disse...

Rui...infelizmente não é só aí...

o país flutua sobre um mar de negligências....e outras coisas mais...não sem importância...


pegunto:
até quando?



beijo.


a desejar que seja breve o tempo. este tempo estranho...

_________________.

Outonodesconhecido disse...

é tudo efeito em ciam do joelho, só para variar.
bom fim de semana

Olhos de mel disse...

Oie Ruy, eles não valorizam nada, porque nada sai do bolso deles. Aqui também é assim.
Bom fim de semana!
Beijos

Freitas disse...

Acho que já é altura do Governo dar o braço a torcer e admitir o erro que foi construir estes parques empresariais. Acho que ficava melhor na fotografia.
Fica mal ao Sr. Vice Presidente (e também ao presidente) falarem sobranceiramente dos parques. Não me lembro se foi no ano passado ou há dois anos, tive uma reunião com a Madeira Parques a fim de saber as condições para a instalação da empresa num dos parques, mas os preços são pura e simplesmente proibitivos. Um autêntico roubo. Infelizmente a minha empresa não é como a Madeira Parques: sempre que é preciso, lá está o Governo a injectar capital.
Assim, também eu...

António de Almeida disse...

-Só faltava que a única empresa aí instalada fosse uma empresa de obras para manutenção do mesmo. Isso não acontece apenas na Madeira, infelizmente, quer dizer, não deveria acontecer aí nem em qualquer outro ponto do país, mas as câmaras municipais, pelo menos por cá é assim que funciona, resolvem criar zonas industriais, anunciar facilidades de aquisição dos terrenos, e ficam á espera que o milagre aconteça. Conheço parques onde apenas funcionam armazéns de lojas e oficinas, bem nesse que aponta, nem isso.

Zb disse...

estes parques são a maior aberração desta terra, custaram os olhos da cara, não servem para nada, estão em locais sem outras infra-estruturas, por exemplo, o que custa colocar internet de banda larga nestes sítios e apenas para uma empresa, que até foi obrigada a ir para lá...

o Cunha é um anormal, o Alberto o protege e nós pagamos.

até quando?

abraço

margusta disse...

Rui,
...passei para lhe deixar um beijinho e agradecer a visita que me fez já á algum tempo....tenho andado tão desligada da net....

Voltarei para conhecer melhor o seu blog.

Bom fim de semana!

aryanalee disse...

Atendendo á pobreza do fato de Carnaval do Joãozinho, é possível que as finanças Madeirenses, e não só, estejam mesmo por baixo!!!
Veja por exemplo a quantidade de fissuras orçamentais, que não terá o estudo do novo aeroporto de Lisboa....
Bom fim de semana

SAM disse...

Rui querido,

Situação comum e corriqueira(infelizmente).Afinal, é do bolso dos contribuintes que fazem o carnaval dos absurdos , mas é com o alarido dos indignados que o cordão cresce.

Beijos...E solta o verbo amigo!

Alexandro Pestana disse...

Este parque fica a 1km da minha casa, ou nem isso. Mete dó o aborto paisagístico que essas muralhas gigantescas causam no meio da verdura daquela zona! O parque teria alguma viabilidade se tivesse sido construido muitos anos mais cedo e se tivesse feito algo para "segurar" a juventude no concelho, coisa que não acontece, por isso é que aquilo agora serve pras cabras pastarem! lol