domingo, 27 de janeiro de 2008

Rendimento Mínimo de Inserção Social

O número de madeirenses beneficiários do Rendimento Mínimo de Inserção Social na Madeira subiu 76%, em dois anos.
As verbas para pagar este apoio às famílias madeirenses vêm directamente do Governo do República.
Uma pergunta ingénua: porque será que há cada vez mais pobres na Madeira do dr. Jardim? Porque será que, ao fim de 30 anos de Jardinismo, há cada vez mais famílias madeirenses a procurar ajuda para não passarem fome?
Mas que tipo de desenvolvimento é que este PSD-M implantou na Região? São estes os resultados?

8 comentários:

Maria Faia disse...

Olá Rui,

A pergunta que aqui nos deixas anda há muito de boca em boca.
Será que a resposta não está à vista de todos?
Esse cavalheiro (se é que ele é digno desse atributo...) promove festas e romarias, mas para encher os bolsos a uns quantos seus "lacaios" que, atarefados de vénia em vénia, lá vão recolhendo os proventos... Ricos sim, cada vez mais ricos. Enquanto que os pobres, esses continuam na senda de cada vez maior pobreza.
E, o orçamento de estado lá vai engordando os albertos e algum pãozinho aos pobres que eles esquecem...

Triste realidade a deste povo!

Deixo-te um beijo amigo, com votos de Boa Semana,

Maria Faia

Whispers in night disse...

Ola!

Venho de longe muito longe, venho de alem mar, trago mil beijos comigo, todos para te deixar.
Que a tua semana seja Maravilhosa
Rachel

amsf disse...

É preciso não esquecer que o facto de o dinheiro ser do Orçamento de Estado provoca muitos abusos. Se as verbas fosssem do orçamento regional a Segurança Social madeirense seria mais rigorosa na atribuição do referido subsídio. Não deixa de ser verdade haver muita pobreza na Madeira...

Justine disse...

Rui a pergunta que nos deixas não é nada ingénua, diria que é bem lúcida, e também sabemos que as razões, aí na Madeira, são as mesmas daqui do continente...
Uma boa semana :)

pin gente disse...

rui
olha que eu fico admirada com a tua coragem! depois do cartaz que vi abaixo (e ainda lá vou ler o post) acho que és um homem sem papas na língua.
parabéns

Alexandro Pestana disse...

Eu ainda tenho mais uma pergunta inocente... porquê é que esses números não são do conhecimento público e não aparecem na abertura dos telejornais nem em destaque nos jornais da Madeira ? essa é que é essa! Será que alguém anda a ser pago pra se calar?

Azul disse...

Olá Rui. Em primeiro lugar venho devolver-lhe com simpatia a sua visita que tanto me agradou. Volte sempre, a minha casa é sua. Em segundo, não posso deixar de lhe dizer que comungo do seu discurso de desencanto? desalento? de saturação, talvez, pelos discursos que se vão proferindo neste país (olhe que não é só verdadeiro o que diz passar-se na Madeira. Nós por cá, pelo continente, padecemos do mesmo mal!)Que raio de progresso é este que nos querem impingir a todos? Eu ainda não percebi, mas talvez seja eu, sejamos nós, que continuamos a ser utópicos, sei lá! Uma boa semana para si. Um abraço. Até breve. Azul.

Luis Miguel disse...

Antes de mais convém fazer uma reflexão mais generalista... a Madeira não é o único sítio do país em que os números de apoio da Segurança Social têm aumentado.

Não acho muito francamente que a subida dos números na ilha seja exclusivamente devido à política laranja. Há muitas condicionantes socio-económicas globais que muito têm afectado a família madeirense.