sábado, 6 de dezembro de 2008

Nicolas Sarkozy encontrou-se com o Dalai Lama


O Presidente francês, e da UE (em exercício), tentou “desdramatizar” a reunião, que fez com que a China cancelasse a cimeira anual com a UE prevista para a semana passada e ameaçasse sanções comerciais.
“Sou livre, enquanto Presidente da República francesa, de fazer a minha agenda”, disse antes. “Enquanto presidente do Conselho Europeu, tenho valores, convicções.” Mas não chegou a criticar Pequim, dizendo antes que “o mundo precisa de uma China que participe na governação mundial” e, por outro lado, “o mundo precisa de uma Europa poderosa”. “Temos o dever de trabalhar juntos”, concluiu.

3 comentários:

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

Um bom exemplo... independentemente dos credos ou cores políticas, tem de haver diálogo para não haver asneiradas depois que prejudicam o povo...

3RRR disse...

A China já tentou o mesmo aquando da visita de Sua Santidade o Dalai Lama à Alemanha e não se saíu muito bem. Agora vem fazer o mesmo à França e despoletaram um boicote aos produtos franceses. Tenham cuidado porque se o mundo decidir fazer um embargo aos produtos chineses a coisa pode ficar feia para aqueles lados.

Scherzan disse...

Este cá não se vendeu ao lobby chinês.