domingo, 21 de dezembro de 2008

O Coelho e os 30 euros para os idosos

Ainda o Deputado do PND. Tenho ouvido algumas pessoas ligadas à política dizerem que a entrega dos 30 euros aos idosos é demagogia, é uma tentativa de comprar votos, é não saber fazer política a sério, é enganar os madeirenses e é a prova de que este partido não tem propostas para resolver os problemas da Madeira.
E eu pergunto sempre a essas pessoas: o que é que dizem do PSD-Madeira oferecer em época de eleições telha, blocos, cimento, tintas, brinquedos, azeite e leite? E no Natal, as ofertas dos cabazes de compras e mais brinquedos às crianças? E as viagens e os passeios que oferecem aos idosos? O deputado Coelho oferece 30 euros e qual é o problema?
A lógica de muita gente ligada à política é que se estas coisas forem feitas pelo PSD-Madeira representa inteligência política, significa saber fazer política, significa que o partido tem uma estratégia muito bem delineada. Significa que o PSD-Madeira sabe ganhar eleições. Mas se as mesmas coisas forem feitas pelos partidos da oposição já é demagogia e falsa política.
O deputado do PND decidiu entregar aquele dinheiro aos idosos e tem esse direito. Quem define a estratégia política do PND são os responsáveis pelo partido e não os outros.
Podemos e devemos comentar as estratégias dos outros, podemos e devemos discordar, argumentar, mas também concordar. Os eleitores é que vão dizer se gostam ou não desta forma de fazer política.
Este é o modo deste pequeno partido fazer a sua política e pelas reacções que tenho ouvido parece que tem atingido os seus objectivos.
O PSD-Madeira sempre fez este tipo de política ao longo dos 30 anos que governa, com mais poder, mais dinheiro etc, e os resultados estão à vista de todos.

5 comentários:

Boris Vi. An? disse...

Apoiado.

Feliz Natal

Lena disse...

Votos de um Natal muito feliz,
pelo esse jardim do Atlantico...

Beijinhos

Anónimo disse...

usar os pobres, sem pudor, para ganhar popularidade é incrivel...é humilhação

Anónimo disse...

O santo do anónimo das 00:33 está preocupado com a humilhação de um pobre a receber "só" 30 euros!
Pergunte-lhes quanto é que recebem de pensão e aí verá o que é a humilhação de ter de ficar a dever na farmácia, na mercearia, na padaria.
E pergunte quantos não ficam a dever por vergonha e, simplesmente, não comem!
Você não consegue ver a pobreza, imagine quanta não vai por aí, envergonhada!

Paulo Gomes disse...

Desculpem, mas não assinei o comentário anterior. A opção anónima foi engano.
Paulo Gomes