quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Olhar o Natal II

Quando é Natal, os nossos olhares enchem-se de magia. Os familiares e os amigos encontram-se nos braços da cordialidade, os pobres estendem o olhar em busca de afectos transformados em esmolas. As histórias dos avós retinem na nossa memória, como se fossem um chamamento de outrora. As crianças correm pelos cantos do lar acolhedor a mostrarem, umas às outras, os presentes que encontraram no sapatinho. Felizes, os pais, os primos, os tios, os padrinhos e os amigos mais próximos conversam junto da lareira, enquanto apreciam os licores caseiros e saboreiam as broas de mel, ao som de uma melodia. O povo enche as igrejas, crente e submisso à palavra que sustenta o espírito, apenas o espírito. Assistimos ao regresso das tradições religiosas. São as missas do parto e a missa do galo com os lugares da frente reservados para as entidades oficiais, os políticos, os militares e outros tantos cheios de galões, aqueles que nunca se curvam perante as palavras que condenam a ganância, a soberba, o cinismo, a traição dos valores cristãos e ouvem o sermão com muito respeito, mas sem o escutar, ali mesmo em frente de todos.
O importante é que estejam bem acomodados, mais próximos da cruz e da voz dos pregadores que também não conseguem ser o “Sal da Terra”.
Cá fora, as montras das lojas ganham novas cores, as vozes estrangeiras misturam-se com o sotaque madeirense e ambos passeiam nas ruas, apreciam as luzes, a música no ar, as bandas, os coros a cantar. O cheiro a Natal ecoa nos presépios edificados nas praças, neste vaivém, homens e mulheres, mesmo sem se conhecerem, cruzam-se e numa voz sincera desejam um feliz Natal uns aos outros.

5 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

No Natal, aquela magia toda guardada durante todo o ano vem presente nos corações daqueles que festejam o amor. Não devia apenas ser uma comemoração, mas um início para uma nova geração. O Natal deve simbolizar nova vida.

Meu desejo é que no natal sejam confraternizados todos os desejos de um mundo melhor para nós nos tornarmos melhores! Que todos estabeleçam um novo vigor de humanidade. E que nada seja mais forte do que a união daqueles que brindam o Amor entre eles.

beijos e borboleteios

Poemas e Cotidiano disse...

Oi Rui!
Que lindo post mostrando as varias faces do Natal!
Eh uma epoca que nos emociona muito, nao eh mesmo? Sentimo-nos muito humildes perante Daquele que foi o Mais Humilde de Todos!
Obrigada por passar no meu Blog.
Desejo a voce um lindo dia, cheio de bencaos e alegrias.
Um beijo carinhoso
MARY

Eduardo Aleixo disse...

Venho retribuir a visita que me fez. Gostei do seu texto. Que o Natal seja todos os dias e que os poderosos não esqueçam a humildade da mensagem de Cristo. Boas Festas para si. E Bom Ano Novo. Um abraço.
Eduardo

Mona Lisa disse...

Muito obrigada pela visita e feliz Natal! Com muita partilha e sorrisos!

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido Rui, belíssimo texto... Continuação de BOAS FESTAS!... Um abraço de carinho e ternura,
Fernandinha