segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Nova lei do tabaco

Li, no Diário de Notícias, que "Vai entrar em vigor a adaptação, que vem suavizar as restrições da lei nacional.
É uma vitória de Alberto João Jardim. Queria uma lei do Tabaco mais branda na Madeira do que no resto do país e vai tê-la. Monteiro Diniz já mandou para publicação no Diário da República a adaptação madeirense do diploma conhecido como lei do tabaco.

Depois de 'sair' no diário oficial, a lei entra em vigor. Mas isso não impede que seja suscitada a revisão sucessiva da constitucionalidade. É que, apesar de o PSD ter feito algumas alterações ao documento devolvido numa primeira fase, pelo representante da República, subsistiram dúvidas quanto à sua constitucionalidade. As mesmas que impediram a oposição de mudar o voto contra, em segunda deliberação".
-
Quer dizer que vou voltar a fumar o fumo dos outros? Na Madeira, não se promove a saúde nem o bem-estar dos cidadãos.

4 comentários:

Anónimo disse...

O que eu queria ver mesmo era um relatório do TC sobre o uso dos dinheiros públicos do grupo do PND-M

Filipe Passos disse...

É um vergonha, repito uma vergonha que arrasa e assoalha, e põe muito acho na competência das entidades competentes pela saúde na nossa terra.
Quem não fuma, tem que levar com o fumo dos outros,ainda por cima em espaços fechados, para ficar com a garganta inflamada, com tosse, e outros problemas respiratórios. E o mais grave de tudo é que os fumadores não se importam minimamente com a saúde dos outros, é o puro egoísmo social. E os donos dos estabelecimentos que pactuam com o "crime" desligando os extractores de fumo para não gsstar energia.
Talvez o AJJ esteja mais contente, pois poderá fumar o seu charuto cubano em quase todo o lado, pois ele nunca respeitou a lei do tabaco, a qual diz ser "lei inflaccionada" e então agora muito menos.
Até quando esta podridão?

Tá na hora dos não-fumadores e mesmo fumadores que não concordem com esta medidade se revoltarem contra esta ordinarice

Scherzan disse...

Ficam a perder os restaurantes e e locais onde a medida seja implementada. Eu por mim até me recusarei a pagar caso esteja a ser incomodado por fumo e se reclamarem muito, o que está a dar é indeminizar.

3RRR disse...

Concordo como Scherzan, devíamos era pedir indemnizações por termos de engolir fumo.