segunda-feira, 24 de março de 2008

O episódio das bandeiras

O PSD-M volta à carga com a mania das bandeiras. Tudo com objectivos eleitoralistas. Quer de novo reforçar o contencioso das autonomias e, deste modo, continuar a alimentar um possível ódio de madeirenses contra continentais, um sentimento que apenas existe no mundo maquiavélico dos senhores do PSD-M. Somos todos PORTUGUESES e a nossa bandeira é só uma.
A atitude do PSD-M é mais uma vergonha. Com tantos problemas por resolver na Região e agora vão se meter numa guerra que serve apenas para distrair as atenções do essencial.
O Diário de Notícias de Lisboa traz a seguinte notícia:
-
"Jardim reabre nova 'guerra das bandeiras'
-
A poucas semanas da visita oficial de Cavaco Silva à Madeira (de 14 a 20 de Abril), o grupo parlamentar do PSD/M volta a lançar a "guerra das bandeiras", com discussão agendada para o início do próximo mês, no hemiciclo madeirense.
O projecto de resolução dos sociais-democratas "denuncia a situação de desobediência qualificada em que incorrem os órgãos da República que não cumprem o dever legal de hastear a bandeira da região autónoma».
Entenda-se nas instituições dependentes do poder central, designadamente Palácio de São Lourenço (sede do comando da Zona Militar da Madeira e residência oficial do representante da República), bem como na Capitania do Porto do Funchal ou a Fortaleza do Pico Face a esta situação, o projecto do PSD/M mandata a Mesa da Assembleia Legislativa (ALM) para "desencadear o correspondente processo junto do Ministério Público". Do documento foi dado conhecimento ao Presidente da República e ao primeiro ministro.
A "guerra das bandeiras" é uma questão antiga dos sociais-democratas liderados por Alberto João Jardim. Já em 2004, um documento idêntico ao que vai agora ser discutido foi remetido para publicação em Diário da República por Diniz Monteiro. Que, na qualidade de Ministro da República (assim se designava o cargo antes da última revisão constitucional) não se limitou a este acto formal, alertando por escrito o presidente da ALM para a ilegalidade da iniciativa.
Uma avaliação jurídico-constitucional que se mantém actual. E que sustenta que o parlamento regional não tem poderes para legislar matéria respeitante aos serviços da República.
Por exemplo, o hastear da bandeira da Madeira em instalações militares só pode ser efectuado por decisão expressa do Ministro da Defesa. E a maioria parlamentar na região autónoma não pode obrigar o Estado a fazê-lo."

21 comentários:

Benjuí disse...

Amigo mío, en España sabemos mucho de los problemas que puede causar un partido nacionalista con fines electoralistas.
Deberíais aprender de nuestros errores: la descentralización es necesaria, pero los nacionalismos son antiguos e innecesarios en la Unión Europea...

sasian disse...

Asi nos entretienen y mientras estamos pendientes de las banderas, no nos damos cuenta de las cosas que realmente importan: salud, trabajo, economía, cultura, educación,....

saludos

paideleo disse...

Os trapos provocan problemas en todas partes.
Estiven lendo o do Golfe en Porto Santo e o das agresións a profesores e vexo que en todas partes andan cans descalzos porque na Galiza tamén hai problemas así.

Graciñas pola visita.

Disguiser disse...

Ei Rui!

Uau, que bandeira hein...Em toda parte fazem de tudo para desviar o foco.
Mas aqui, nessa delícia de Terra Brasilis, os trópicos também não deixam por menos! rs

Grata pela visita

Sophiamar disse...

Estou contigo, Rui. Tantos problemas prioritários e perdem-se com o acessório.

Beijinhossss

Princesa meL disse...

Hola..gracias por pasar por mi blog. Lamento en serio no entender casi nada de lo que escribis, porque me encantaria poder darte mi opinión.
De todas formas, muchas gracias.
Saludos argentinos!

Klau disse...

AY AY ME DA TANTA RABIA NO PODER LEERTE Y COMPARTIR OPINIONES, TU ME LEES Y ME DAS TU TIEMPO Y ENTIENDO TE GUSTA LO QUE ESCRIBO QUIERO AGRADECERTE QUE PASES Y VALORES MI CASA

BESINHOS AZULES PRA VOCE (¿¿?? ESTARA BIEN??)
KLAU
♥♥♥♥

Trini disse...

Gracias por tu visita y tus palabras.

Saludos

despertando disse...

Olá Rui, vim agradecer a visita ao meu cantinho e voltarei concerteza com um pouco de mais tempo.
Gostei do que li...

anamorgana disse...

Nao entendo de política de Portugal por estar longe, más eu pensei que em Portugal nao existia o problema, que so había uma bandeira.Ben estou muito retrasada, faz 30 anos que nao vou la.nao entendo nada
.saudaçoes
anamorgana

Eurico disse...

Grato pela visita.
Muito boas as tuas idéias. Gostei do blogue das Urbanidades e de interagir com alguém da comunidade lusófona.
Despeço-me com um abraço fraterno.
Recife/Olinda
Pernambuco - Brasil

il _messaggero disse...

...apenas mais uma cortina de fumo como bem referiu...

Abraços

jj disse...

Ainda bem que dá notícias, há algum tempo já que ando para passar por este cantinho apenas para lhe dizer o quanto gostei da sua homenagem ao Dia da Poesia num jornal gratuito insular. Guardei-o numa gaveta da memória!

Jinhos.

Tiago R. Cardoso disse...

Resumindo o PSD/Madeira, não tem mais nada que fazer, que andar a discutir sobre bandeiras.

E trabalhar ?
saberão eles o que é isso ?

O renascer da Fenix disse...

Ola

O meu mail é o pjcg1974@gmail.com necessito do teu com urgência...

um abraço

Noemí Pastor disse...

Funchal, uma das cidades mais belas do mondo.

Cássio disse...

O grupo parlamentar do PSD-M e o líder da comissão política regional do mesmo partido, insistem em fazer da política regional um circo.
Para já apenas temos um Palhaço e umas marionetas. Vamos aguardar pelo resto do adereços circenses.

Espaço do João disse...

Meu caro Rui Caetano.
Agradecido por me considerar nos seus favoritos. Muito embora ainda não conste na listagem, logo,logo ficará lá gravado.Estou a fazer uma listagem de novos bloguistas que visitam meu espaço e, depois adicionarei no respectivo lugar.
Tenho sido um critico imparável, quer no tribuna quer no D.N. das deatribes desse taberneiro A.J.J.
Já não suporto mais a sopa do Cardoso.Eu que o conheci pessoalmente em pequeno, conheci os seus familiares e, poucos são os que se aproveitam. Sou um amigo íntimo do Ricardo F. Jardim pessoa responsável e muito desciplinado. Um óptimo médico. Agora esse maltês não me merece qualquer respeito nem consideração. Quando não se dá ao respeito, não se pode ser respeitado.Quando esse senhor se dá ao desplante de faltar ao respeito até ao Senhor Presidente da República, quem o pode ter como pessoa de bem? Esse senhor soube aproveitar a ignorância do povo Madeirense honrado e trabalhador para se apoderar do governo e,colocar-se em bicos de pés como um Fidel de Castro ou um Mugabe. Muito gostaria de ter um bate papo consigo mas, este não é o lugar apropriado. Pode ser que ainda este ano nos possamos encontrar. Um grande e fraterno abraço do amigo João.

Berdades disse...

Quando em pequeno minha mãe dizia-me: "Andas sempre embandeirado! Tira a mão das algibeiras e vai trabalhar".
Tás tudo dito, Dr AJJ quer "embandeirar" ainda mais.

arda disse...

Hola... es mi primera visita, espero que se me entienda bien.,...

Yo discrepo de la opinión de mi amiga benjui, serà pq soy catalana y tenemos nuestra bandera... ;P

Podeis tener la misma bandera todoslos portugueses, pero si alguna región se siente más amado por otra bandera, ¿qué importa?

¡El problema es cuando los políticos usan los sentimientos sólo para las elecciones!

besos!

nota: este verano estuve ent u país, mmmmm dulce portugal!!

arda disse...

Puede ver algunos de mis recuerdos de portugal en http://ardalandia.blogspot.com/2008/03/por-fin-y-con-unos-meses-de-retraso.html

besos!!!