sábado, 7 de junho de 2008

Medidas concretas para solucionar a crise na Madeira- I

Os madeirenses atravessam uma grave crise que não é apenas conjuntural, mas também estrutural. Os Governos PSD geriram mal os destinos da Madeira, sendo incapazes de implementar um modelo de desenvolvimento sustentável. Hoje, ainda não mostraram, na prática, um modelo alternativo, na linha do ciclo europeu, mais voltado para as pessoas, investindo no conhecimento, na inovação e nas novas tecnologias.
Urge, na verdade, o lançamento de um conjunto de medidas concretas com o objectivo de responder aos problemas das populações. Uma das primeiras iniciativas a tomar, fundamental para o sucesso de qualquer nova estratégia política, implica substituir os actuais secretários regionais e os respectivos assessores.
A Madeira necessita de políticos com uma outra orientação estratégica, com um projecto político diferente, políticos com vontade e aptidão para gerir os novos desafios. Precisamos de um projecto político que defina: o rumo a seguir, o como lá chegar e que metas a atingir, calendarizando e responsabilizando os intervenientes, etapa a etapa. Um projecto que dê respostas imediatas para os problemas, determinando as prioridades e lançando as medidas para implementar essas prioridades.

16 comentários:

mdsol disse...

Força aí!
:)

Alexandro Pestana - www.miradouro.pt disse...

Às vezes eu penso é que a Madeira é um caso perdido :( Mas nunca se sabe, talvez um dia o povo que tem os olhos fechados pode vir a abrir a pestana...

Ailime disse...

Acima de tudo, confiança no futuro!
A esperança é a sempre última coisa a morrer...
Por aqui, anda tudo num alvoroço e, o "europeu", veio mesmo a calhar...
Durante uns tempos ninguém se vai lembrar da crise...
Abraços!

mariam disse...

excelente este seu post, aplica-se à Madeira e ao Continente... como à tempos referi, nada percebo de política, mas a propósito dum tema parecido com o que aqui tratou, fiz um coment.no http://murcon.blogspot.com/
(se lhe apetecer dê uma "olhadela")

bom fim-de-semana

um sorriso :)

elisabete fialho disse...

Bom dia, ainda a beber o meu café e no meu blog tenho uma visita completamente inesperada.
Curiosa vim espeitar a sua janela e posso dizer que me soa a uma voz quase a roçar a irreverência descontente.
Assim vai o nosso Portugal.
Seu trabalho é diferente do meu, mas não me impede de gostar e admirar o espirito que contém.
Origado pela visita, volte sempre e um abraço até esse lado de Portugal

Dama de Cinzas disse...

Obrigada pela sua visita!

Beijos

Helena disse...

Entrei sem bater, desculpa...
Li teu post, e o que se passa ai, me parece que é o mesmo em Portugal no continente...

Um abraço

fadazul disse...

è amigo não podemos deixar de crer "nos fantasmas do impossível"
esperando que as belas adormecidas do governo e do povo acordem, com o comentadíssimo beijo de um principe que os desencante, bjks no seu coração.

Violeta disse...

Se for muito dificil encontrar pessoas competentes a tal ponto, te empresto uma varinha mágica...
.
Brincadeira...;)
.
Interessante seu post !
.

*Raíssa disse...

A hipocrisia não é legal, mas imagina se existisse no mundo dos mortos? Aí que ia ser um inferno! Nem depois de morrer íamos nos livrar dela ou, ao menos, amenizá-la.

*Raíssa disse...

A hipocrisia não é algo legal, mas imagina se ela existisse no mundo dos mortos em vez de existir do nos vivos? Nem depois de morrer nos livraríamos dela ou, ao menos, conseguiríamos amenizá-la.

Kátia disse...

Não é só a Madeira que precisa de um projeto político concreto.Bem,se vê que o caos instaurado ultrapassa fronteiras.E haja paciência da nossa parte!

Ufffffffff

Boa semana e continua na luta!
:))))

Anónimo disse...

Que tal solucionar a crise do PS-M?

Que tal o PS-M casar com o PND-M?

Que tal os 3 consumidores de cocaína e alcoólicos do blog anónimo se tornarem militantes finos do PS?

Anónimo disse...

O blogue social-fascista do Pravda-Ilhéu, cada vez mais ao serviço do grupelho com quem se identifica, veio defender a suposta coerência do Isidoro do MPT, dizendo que era um belo artigo, não obstante ele atacar a actual direcção do PS de João Carlos Gouveia, que o PRAVADA-ILHÈU dizia até há pouco tanto defender). Directrizes do Soviete Supremo da Rua da Carreira, que o Pravada teve de acatar? Não se sabe. Leia na postagem seguinte o artigo que João Isidoro poderia ter escrito, se não tivesse efectivamente ao serviço do PSD.
Publicada por basta que sim em 19:25
Etiquetas: O ARCO DO SISTEMA PPD/MPT

poetaeusou . . . disse...

*
mudar de canteiros,
em ultrapassados jardins,
,
saudações
,
*

Espaço do João disse...

Comer, dormir a sesta, nunca fez mal a ninguém. Deixem o homem em paz, pois enquanto dorme não manda bacoradas pela boca fora. Boca e olhos fechados, não deixam entrar varejas.