sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Hugo Cháves e os EUA

O clima de tensão lá para os lados da Venezuela está a aquecer. É preocupante esta atitude de afronta de Chávez, pois os madeirenses emigrantes naquele país são aos milhares.
O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou esta madrugada numa manifestação pública ter ordenado a expulsão, em 72 horas, do embaixador americano em Caracas, em solidariedade com a Bolívia, que também expulsou quarta-feira o representante americano em La Paz. Simultaneamente, Hugo Chávez ameaçou suspender o fornecimento de petróleo venezuelano para os Estados Unidos, que são o seu principal cliente, se Washington hostilizar o governo de Caracas.

4 comentários:

BaBy_BoY_sWiM disse...

O Sócrates que é muito amigo de ambos vai resolver tudo! eheh

Anónimo disse...

Também há um líder de um partido cá do burgo que queria uma revisão Constitucional que lhe alargasse e concentrasse em si quase todos os poderes, tal como Chávez.

Aliás, os dois revêm-se tão bem um no outro que até aparecem abraçados e aos sorrisos em várias fotografias tiradas durante "visitas de Estado" cá, na Madeira, e lá, na Venezuela.

Alías, não foi o BBS que um dia vangloriou-se da boa relação que o dito indivíduo tinha com Chávez que permitiu, segundo a sua opinião, libertar um piloto da SATA, detido na pátria bolivariana por suspeitas de envolvimento no narcotráfico?

É questão para dizer: eheheheh.

Espaço do João disse...

Entre americanos e russos venha o diabo e escolha. O que sei é que estamos numa luta de interesses destes dois países que talvêz venha a resultar mal. Os Madeirenses nada teem a recear na Venezuela desde que não se metam no assunto. No entanto receio que alguns analfabetos que para la foram viver e pensam que já são alguém tenham bom senso. Vejamos que esses indivíduos quando veem á Madeira até ostilizam os próprios conterrâneos.

3RRR disse...

Se os EUA compram muito petróleo à Venezuela, não acredito que Chávez vá cortar o fornecimento.