terça-feira, 30 de setembro de 2008

A vingança de Carlos Pereira !

Era voz corrente na Madeira que o Nacional oferecia prostitutas aos árbitros." A frase de Carlos Pereira, presidente do Marítimo – conseguida a pulso pelo procurador Paulo Sérgio –, aqueceu ontem os ânimos no Tribunal de Gondomar, no início do julgamento do caso Marítimo-Nacional.

1 comentário:

Berdades disse...

São todos farinha do mesmo saco e do modo que os "poderes" estão instalados no futebol o saco acaba por romper e a farinha, que era do mesmo saco, cai ao chão e...evapora-se sem deixar rasto!