quinta-feira, 18 de março de 2010

ALERTA VERMELHO na reconstrução do FUNCHAL

O Governo Regional e a Câmara Municipal do Funchal têm aparecido na comunicação social, com muita frequência, a falar da reconstrução da Cidade do Funchal. Abordam as questões relacionadas com o comércio, o turismo, anunciam, inclusive, apoios para quem perdeu os seus carros, cerca de 4 mil euros, no entanto, em relação às pessoas que, nas zonas altas, e não só, perderam as suas habitações pouco se sabe. Isto é, não está nada definido. Nem os critérios nem o valor do apoio.
Tentam dizer que estão a tratar do assunto, referem que haverá milhões de euros de apoio, no entanto, as pessoas não estão a ser informadas sobre a sua realidade e muito menos sobre o seu futuro.
Algumas das vítimas continuam realojadas pelas instituições públicas, outras em casa de familiares, com condições bastante difíceis, e outras voltaram às suas casas estragadas, embora minimamente habitáveis. Informação não existe!
A verdade é só uma. HOJE, na reunião de Câmara, foi perceptível que entre o Governo Regional e a autarquia funchalense não existe coordenação, até parece que estão de costas voltadas.
Parece que os problemas internos do PSD e as guerrinhas de delfins estão a prejudicar a gestão da reconstrução da capital madeirense.
O comércio, e muito bem, tem recebido apoios, tudo de privados, 300 mil euros na semana passada, e hoje fomos informados de que o BES deu mais 50 mil euros de euros para apoiar este pequeno comércio do Funchal a juntar a mais 5 mil euros de campanhas de solidariedade.
E as pessoas das zonas altas que perderam os seus bens?
Neste momento, o orçamento da Câmara ainda não recebeu 1 cêntimo para apoiar as famílias afectadas. A Associação de Desenvolvimento de Santo António, ASA, para quem já foi anunciado um conjunto de apoios avultados tem na sua contra bancária 6 euros. ISSO MESMO, 6 EUROS.
Onde param os apoios para as pessoas mais necessitadas? Onde param os apoios que foram anunciados nos primeiros dias da catástrofe, o grupo da Jerónimo Martins anunciou logo de início, a 21 de Fevereiro, um apoio de 1 milhão d euros. Onde pára esse dinheiro?

1 comentário:

Graca disse...

Isso Tambem pergunto eu onde esta o apoio para as familias desprotegidas' Do Governo? esquecer'' primeiro esta eles para depois os desfortunados que e o POBRE''' Governo nunca deu apoio aos necissitados e apelo a todos que pensem ajudando o Governo Regional da Madeira que estao ajudar os cidadaes Madeirenses NAO'' estao a por mais dinheiro nas contas Bancaria do Governo Regional Da Madeira Por isso meu apelo aos meus compatriotas se unem aqueles que teem possibilidades financeiros ajudem nao dando dinheiro mas sim contribuindo contratar firmas a recontruir alguns desfejos e pagando as mesmas firmas os trabalhos para os necessitados ou comprar alguns utisilios para os mesmo necissidades como por exemplo perderem o fogao ou o figorifico e as familias mais necessitades nao teem possibilidades em comprar e nesta maneira que ajudem directament a quem mais precisar Isto e uma sugestao nao uma ordem e humanidade e acreditar no amanha Dar alegria aos que nao teem no dia A DIA EM VIVER humano necessita ajuda vamos nos unir na boa fe Deus e para todos E nos somos so para nos Vamos ser tambem para aqueles que precisam de nos Unidos Vencemos X Coracao